Dia do índio – Reflexão – abril 2007

Dia do índio? Isso é um absurdo,
dizem alguns!!! Eles merecem atenção?
Por que se preocupar com eles?
Ah, temos mais o que fazer!

Esse sempre foi o discurso de homens gananciosos que buscavam riquezas a qualquer custo na América. Os colonizadores portugueses, que vieram para o Brasil, a partir do século XVI, dizimaram os donos dessa terra. Os índios, indefesos, foram perseguidos, agredidos e mortos sem nenhuma compaixão de seus algozes “civilizados”, o homem branco europeu.

Em 1940, realizou-se no México o primeiro Congresso Indigenista Interamericano que contou com a presença de autoridades de vários países das Américas e líderes indígenas. Como resultado, criou-se, em 1943, pelo presidente Getúlio Vargas, a data que comemora o dia do índio no Brasil: 19 de abril.

Infelizmente, os índios têm sido vítimas do abuso de pessoas que se consideram superiores social, cultural, intelectual e espiritualmente. Na verdade, o índio tinha sua própria cultura e cosmovisão, não sendo inferior em nada aos conquistadores. A sua cultura era apenas diferente da dos europeus e nada mais.

Os índios são seres humanos tanto quanto qualquer um de nós. Eles também foram criados à imagem e semelhança de Deus e, como qualquer ser humano, precisam de Jesus.

Os índios necessitam de salvação, precisam conhecer a Cristo. Quando o Senhor Jesus disse: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações (etnias)”, ele se referia a todos os grupos existentes sobre a face da terra, inclusive os indígenas. No Brasil, existem centenas de tribos que ainda não receberam a mensagem do Evangelho e não têm sequer um versículo da Palavra de Deus em sua língua.

A Mispa tem feito um excelente trabalho junto a algumas aldeias no Estado de São Paulo e Mato Grosso do Sul, havendo muitos índios já convertidos e igrejas organizadas.

Infelizmente as autoridades brasileiras têm dificultado o trabalho dos missionários junto a eles. A FUNAI e alguns antropólogos, “defensores” dos índios, têm sido um impedimento para que os índios conheçam a Deus. Em nome da defesa da cultura indígena, têm acusado os missionários, impedindo-os de atuar junto a eles.

Nossa missão é orar pelos indígenas, pois ainda continuam sendo espoliados nos seus bens, nas suas terras, e há tribos que passam necessidades; orar para que os missionários possam ter livre acesso às tribos, levando ajuda social e as boas-novas de salvação.

Que Deus abençoe os nossos irmãos indígenas de todo o Brasil!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *