Quem faz um casamento prosperar – Agosto/2002

Por ser um momento especial na família,
o casamento é marcado
com festas em todos os povos.
Cada um o celebra à sua maneira.
O primeiro foi o do Jardim do Éden
com Adão e Eva.
Outro inesquecível foi o que ocorreu
em Caná da Galileia
e que contou com a presença de Jesus.

João 2: 1-10

No casamento de Caná houve um grave problema. Os noivos não se proveram de uma quantidade suficiente de vinho para todos. Isso deu causa a uma grande confusão, zunzum, falatórios… Só que, entre os convidados, estava Jesus. Essa presença especial é que fez e faz a diferença em qualquer casamento. O que traz a prosperidade para um casal não é o vinho, nem a festa, nem a música, nem o bolo, mas a presença do Senhor dos senhores. Quem faz um casamento prosperar é Jesus.

Nesse casamento, Jesus operou seu primeiro milagre, o da transformação da água em vinho. Mas, que estranho milagre! Porém, se pensarmos bem, vamos imaginar o clima negativo que invadiu aquele ambiente. Os noivos desesperados, alguns convidados ameaçavam ir embora, outros aborrecidos… Alguém tinha de fazer alguma coisa. E Jesus resolveu o problema e ponto final. O casamento, antes ameaçado no seu nascedouro, agora iria prosperar.

O simbolismo do vinho

Hoje também, enquanto tudo vai indo bem, ninguém procura Jesus. Ninguém quer saber quem Ele é, nem onde está. Se as pessoas têm saúde, moradia, carro do ano, emprego promissor, faturamento ótimo, faculdade, família bem-sucedida e altos negócios – pra que pensar em Jesus? Nem dá tempo para falar sobre vida espiritual. Mas, sem Jesus, tudo isso é vazio, é sem sentido. Falta o bom-humor, faltam os abraços e a verdadeira prosperidade. O bom é quando podemos receber Jesus em nossa casa, Ap 3: 20.

Jesus vem para transformar

Há outros que, no afã de alcançar logo o topo da prosperidade, até convidam Jesus para assistir à cerimônia de seu casamento, para entrar em sua casa, em sua empresa, para acompanhar seu trabalho, seus estudos, só que querem que Jesus fique como se fosse uma estátua: não pode mudar nada. Não pode transformar, não pode aconselhar. Tem apenas de espantar os “olhos gordos”, as invejas e os fracassos.

Mas não é isso que Jesus quer. Ele prefere participar de seu casamento, de sua família, de seus negócios e abrir as portas para você prosperar à maneira de Deus. Você apenas tem de convidá-lo e deixá-lo agir. Jesus age com responsabilidade. É dessa forma que Ele pode fazer-nos prósperos.

Jesus tem um projeto de vida
para cada pessoa

Para muitos, quando acaba o dinheiro acaba também a razão de viver. Acabam as amizades, a alegria e a fé. Vem o mau-humor, a reclamação. E dizem: Deus não se importa mais comigo. Isso ocorre quando pensamos que o vinho é mais importante que o casamento. Quando o material é mais que o espiritual. Mas, o que jamais pode acabar em nossa vida é a presença de Jesus.

Do ponto de vista humano, os serventes tinham razão para questionar: precisamos é de vinho, não de água. Jesus teria outras maneiras de resolver o problema, mas queria nos ensinar a usar situações conflitantes como degraus para alcançarmos a vitória. Remover a pedra, encher as talhas são ações que podemos fazer; mudar a água em vinho, multiplicar o azeite da botija – isso cabe ao Senhor.

Jesus age na hora certa

Maria, mãe de Jesus, também estava na festa. Percebeu o problema e ficou ansiosa. Como todos nós, queria uma pronta intervenção de Jesus. Mas ele aguardou a hora certa. Esperou que viessem trazer o problema a Ele e pedir sua ajuda. Jesus opera milagres no tempo certo, no lugar certo e por meios certos.

A prosperidade que vem de Deus chega lentamente. É assim que Ele trabalha: o homem natural não percebe. Mas fica alegre com o resultado. A festa voltou a ter sentido. O casamento voltou a ter vida. Com Jesus, tudo é maravilhoso! O mundo precisa beber do vinho do Espírito Santo para alcançar a prosperidade à maneira de Deus.

……………..
Fonte: Jornal Aleluia de agosto de 2003

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *